terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Instrumento

Hoje é um dia propício para lembrar o dia da minha criação
O dia que fui separado, protegido
É dia de renovar minha aliança e meu sim
No meu coração está o fogo
Em todo meu ser o sopro do Teu Espírito
Sendo Tu o Criador, usa-me!
Usa-me como instrumento, forma-me à Tua semelhança
Use dos meus braços, para que todos recebam Seu abraço
Use das minhas mãos, para que sintam o toque das Tuas
Use meus olhos, para que em mim O vejam
Use os meus ouvidos, para que acolham Tua voz
Use meus lábios, para que possa anunciá-Lo
Para que Tua voz alcance todos os homens, o homem todo
Dai-me um coração semelhante ao Teu
E coragem para trilhar o caminho do amor e sofrimento
Me chamas e não posso calar Tua voz
Faz-me eficaz e dócil instrumento
Fui da multidão retirado, eleito
Não vou sozinho, vou Contigo e com os meus
Quero adentrar Tua intimidade, amar e fazer comunidade
Me ensine e me refaz como fui feito
Grande graça é depender do outro para alcançar a santidade
Te peço que Voltes comigo ao Primeiro Amor
Para que seja posto em comum a fé,
o desejo de Contigo ser um
Esteja comigo e eu Contigo a todo momento
Que minha vida leve ao mundo novo ardor
E que eu tenha a consciência:
Sendo Tu o Restaurador, eu sou o instrumento!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Pequeno, por Deus bento!

Que alegria esperar o Bento
Deus que de dois faz um e gera vida
Esperamos também Jesus
Deus menino no ventre de Maria
Esperamos na alegria tua chegada
Tua gestação, teu advento
Pulsa o coração de Jesus junto ao teu
Hoje contigo Ele brinca
Que teus braços e pernas louvem
Que Maria cante para ti, dê banho e carinho
Aqueça com amor teu pequeno coraçãozinho
Que na graça de Deus sua vida se desenvolva
Por ti rezamos, já o amamos
Te esperamos...
Pequeno, por Deus bento!

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Pedaços

Carrego comigo pedaços,
Do Cristo que também está em ti
Sozinho sou apenas pedaços 
Em unidade, na diversidade,
Sou Corpo, sou Igreja
Sou então aquele que carrega e parte em busca
Carrego pedaços e necessito do que está em ti
Sou extremamente restrito e limitado
Na verdade nada sou, porque Deus tudo é!
É Ele o Dono do Amor que se mutila
Que me faz depender do outro
Louvo a Ele por isso
Sozinho sou egoísta, frio,

Cheio de mim e vazio d'Ele
Bendito Amor que se desdobra em pedaços
Árdua e gloriosa escolha Tua por mim
Pecador, fraco e sedento
Sedutora Cruz que me une ao Teu sofrimento 

E também ao do outro
Sofro junto, preciso aprender deste Amor
Vou também distribuindo pedaços de mim
Recebendo o do outro e completando o corpo
Contigo partilho a minha Cruz, meus pedaços! 

Amor e Sofrimento

Por muitos vezes penso que o Sofrimento vem primeiro
Reclamo e perco memória do Amor que se deu na Cruz
Nestes momentos reflito e vejo que o Amor é soberano
Rei em meio às minhas misérias
Soberano desde o princípio
Tudo por Amor foi feito
Deus é Amor
Por Amor o verbo no seio da Virgem se fez carne
O Verbo Encardo é o Amor que se fez homem
O Amor sobre todas as coisas
O Amor ao outro como a mim mesmo
O Amor Trindade
Rendido, sou por Ti convencido
Vem primeiro o Amor
Primeiro me amou
E para amar como Tu amas faz sentido o sofrer
Faz sentido o Calvário e o todo o peso da Cruz
É este caminho que trilho
É esta minha aventura, minha busca
Encontrar o Amor distribuído
Escondido, o Amor de Deus no outro
O Amor que se faz pequeno
O Caminho que trilho é este:
Do Amor e Sofrimento.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Longe de mim

Recebo com ternura Teu abraço
E frio é o que passo
Digo que amo
Muitas vez o contrário faço
Transmito frieza,
Ofusco a Tua beleza
Me perco na incerteza
No lugar da alegria reina a tristeza
Mais pesa a Cruz
Pelo outro tenho desprezo
Assim sou eu, feito aqui assim
Distante do Teu sonho
Deformado, cansado antes de caminhar
De tudo reclamo, poucas vezes Te chamo
É minha luta entrar na forma
Por Ti ser moldado
Mas é também meu desejo
Ser não o que de mim fizeram
Mas o sonho do Teu coração
Por isso amo e sofro
Para ser o que Queres
Me fizeram assim, longe de mim!

sábado, 16 de novembro de 2013

Vale de Lágrimas

As almas choram e há ranger de dentes
Imploram pela redenção de seus pecados
Lá o tempo é tardo
O Céu não existe, as cores se resumem ao pardo
Há ausência de vida
Inúmeras ovelhas do rebanho perdidas
Não houve tempo, não voltaram
Vagaram, vagaram, vagaram
Agora em meio ao caos, insistentemente procuram o Senhor
Tudo escuro ficou, não se sabe a direção
Perderam-se na falsa certeza
Venceu a escuridão, se faz concreto o medo
A certeza se resume ao inferno, perdeu-se a salvação
Não acreditavam e agora almejam pelo eterno
Do Vale gritam : "Salve Rainha , Mãe de Misericórdia!"
Almas suspiram, gemem e choram
Perdidas em meio ao Vale de Lágrimas!

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Escondido

Quando em meio às minhas trevas me perco
Fico de Ti escondido
O pecado me deforma
Tira de mim a forma original
Nesta hora percebo-Te também escondido
No verde das florestas, no voo do pássaro
No mar que parece não ter fim
Seu amor se humilha para me alcançar novamente
Sem perceber a Tua luz ganha espaço
Toma de volta o que é Teu e afasta de mim as trevas
Meu coração retoma a alegria
Tenho a certeza da pertença e dos teus cuidados
Parece loucura,
Um Deus tão grande escondido para alcançar o pecador
Quando cego,
Lavas meus olhos
Quando surdo,
Falas cada vez mais alto até que eu ouça
Quando de Ti perdido,
Humilha-Te à minha condição
Se faz por amor também escondido.

domingo, 3 de novembro de 2013

Nada tenho

Eu só tenho os pés, Deus mostra a direção
Dá forças para que se movam
Eu só tenho as mãos, Deus as usa e conduz
Eu só tenho os olhos, para que neles vejam Seus reflexo
Eu só tenho a boca, para que através dela Deus anuncie
Eu só tenho os ouvidos, pelo outro chega a eles Sua voz
Eu só tenho o coração, a ele Deus fala diretamente
Eu só tenho uma certeza: nada tenho!
Digo que tenho mas tolo sou se penso algo ter
Tinha muitas certezas, uma me restou:
Nada é meu, tudo é empréstimo!
Tudo é do Senhor, a Ele consagrado!
Dos muitos planos, sonhos e projetos
Restam-me o desejo, a vontade de segui-Lo
Tenho ainda mais uma certeza, a mesma de Teresa:
"Deus não muda, a paciência tudo alcança.
Quem a Deus tem nada lhe falta: Só Deus basta."
Tenho a Deus, sendo Ele meu tudo,
Nada tenho!
 

Tempestades

A alma que se diz calma
e não ter feridas, encontra-se
de Ti perdida,  enferma e
necessitada de cuidados.
"Tu és o médico e eu
o miserável".

Minha alma leva consigo
feridas profundas, algumas
expostas, muitas escondidas...
Teu Espírito Santo as revela,
passeia na história.
com amor cuida e vela.

Sou em teu mar barco
à deriva, meu horizonte
é limitado, não enxergo o fim.
Sei que ao longe parti,
Aceitei o desafio de
Contigo navegar.

Vou em busca da alegria,
da plenitude, da completude
que minha alma anseia.
Não importando se à frente
tenho grandes tempestades,
sigo ao Teu lado, pois em Ti
confio e ponho a minha
esperança.

Sugestão de Leitura Bíblica:
II Tim, 1-12

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Fraternidade!

Na ausência de mim mesmo vou me encontrando com o outro
Nele encontro Deus, me torno mais humano
Sensível ao sofrimento alheio...
Assim alivio o meu e posso para minhas fraquezas
Encontrar sustento, um lugar de descanso, alento
Somamos as cruzes, carrego a minha e uma ainda maior
Carregada por muitos, assim o peso não se torna menor
O caminho mais fácil, é tudo difícil do mesmo jeito
Então o que muda?
Muda o meu desejo de doar-se,
Aumenta em mim a Oblação,
O desejo de fato ser irmão
Quando me ponho à disposição recebo de volta a solicitude
É o um que se soma, multiplica e divide
Cada qual com seu pouco amor e muito sofrimento
Deus sendo um se fez três, formou família
E nós filhos Seus temos a graça de dela participar
Recebemos d'Ele o mesmo chamado à vida fraterna
A partilhar com outro, a responder na alegria o mesmo chamado
Deus é o primeiro que se fez fraterno, fez família...
Forma com o Filho e o Espírito Santo  a Santíssima Trindade
E nos convida, dia após dia a ter com Ele, com Ela e com os outros,
Fraternidade!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

No ventre de Maria

Cheia de graça, o Senhor é contigo
Bendita entre as mulheres
Mulher das mulheres
Santa Mãe, santas mãos
Que no ventre acolhe e faz carinho
Amorosa gestação
Acolhe a criança pequenina, banhada no teu sangue
Sangue puro, o mesmo que pulsa no pequeno coração
Sou em teu ventre ainda esta criança
Sedenta do teu amparo, das tuas carícias
Virgem Mãe de Deus, minha Mamãe
Sob teus cuidados cresço
Em tamanho, graça e estatura
Perfume mais doce que a terra já sentiu
Alegro-me em ter os teus cuidados
Juntos esperamos os planos de Deus
Faço do teu sim o meu
Sim  jovem, decidido eterno e fiel
Faço da tua a minha alegria
Agradeço por estar no teu coração protegido
Na tua paz, na tua calmaria escondido
Agradeço por estar em teu ventre Mãe Maria.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Novo ardor

Reinflama a minha chama
Traz novo ardor
Envia o Paráclito-Consolador
O Espírito do Criador
Vinde, habite, esteja em minha alma
Traz calma, apaga o que me afasta
Faz do meu coração Tua morada
Me conduz ao certo
Conduz o meu passo na Tua estrada
Quando me perder, me tira do deserto
Fica e faça com que fique por perto
Que minhas forças não cessem
Que meu coração não tarde a responder
Faças o que Lhe aprouver fazer
Eu sou o barco, Tu és o mar
Não é meu o querer, não é meu o poder
Não posso acalmar a tempestade
Eu sou o que se perde e desconfia
Tu és o que acalma e refugia
Então traz à minha alma a calma
A certeza em Ti Senhor
Traz ao meu coração novo ardor.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Deus falou

Traço sobre ti o sinal da minha Cruz
Escolho-te para ao meu lado estar
Minha é tua vida
Por inteiro, sem reservas
Porque te amo e quero ao Meu lado
Te elegi para Anunciar-se
Para Meu nome levar
Aos que não Me conhecem
Aos que de Mim se perderam
Sei que também escolhestes por Mim
Mas antes te escolhi
És a realização do que sonhei
És fruto do Meu sacrifício
Do amor que em sangue  por ti derramei
Hoje eu disse novamente sim
E Deus também disse pra mim
Hoje calei e Deus falou.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Perto de Ti

Chove, chuva de lágrimas
Junto às águas que purificam
As lágrimas talvez sejam da alma
Que contra Ti luta, 
A chuva talvez as Tuas derramadas
Para as minhas verem enxutas 
Teu amor, sempre terno, próximo
Às minhas limitações incompreensível
Meu limitado, procura motivos no Teu sagrado
Não existem...
Teu doce agir opõe minhas razões
Teu amar não impõe condições
Teu amor é contrário 
É inverso ao meu perverso 
Teu fogo é forte chama, brasa, vento 
Tuas águas, calma, paz, rebento
Minhas lágrimas são de dor 
Por ausentar-me de Ti 
As Tuas de amor por querer-me 
Perto de Ti. 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Aonde vive Cristo?

Na Cruz, no alto do madeiro calou o Cristo
Perdoou os que não haviam visto
Que matavam o Filho de Deus
Na Cruz, crucificado, calou o Cristo
Amou, amou até o fim
Morreu, morte de Cruz
A morte venceu, ressuscitou!
Vivo está, vive o Cristo!
O mesmo...
Aquele que presente se faz
Na Eucaristia,
No sacrário...
Na face do desfigurado
Naquele por nós rejeitado
Vive o Cristo!
Vive, não diz aonde
Sendo Amor se esconde
Somente O Encontra quem amar D'Ele aprende
Quem no silêncio escuta
De si se despreende...
Que trilha com Ele o caminho do  Calvário
Vive o Cristo! Aonde vive Cristo?

Natividade

Nasceu Maria
Virgem, Mãe, Senhora da Alegria 
Por Deus preservada, Imaculada
Bem-aventurada entre as nações
Dos planos de Deus alicerce 
Jovem do sim eterno
Refúgio, colo materno
Reflexo de Jesus
Mãe que com o Filho vai à Cruz
Bendita, amada, pelo anjo saudada
Ave, cheia de graça! 
O silêncio é seu canto
Ponto de encontro da Trindade
Filha, 
Mãe do Filho,
Esposa do Espírito Santo
Fonte de vida da humanidade
Amiga de Jesus
Nasce a que na terra introduz o Céu
Nasce a que gera em Cristo a humanidade 
Nasce a doce, serena, eterna Mãe
Mãe que carrega em seu seio a natividade! 

terça-feira, 3 de setembro de 2013

À mesa Contigo

Sou um daqueles que Contigo à mesa comem
E pergunto-me : De quem hoje faço papel?
Seria eu João debruçado em Teu peito?
Seria eu Judas que te trairia com aquele falso beijo?
Seria eu Pedro que disposto a dar a vida por Ti,
O negaria três vezes?
Te digo Senhor que não só três mas inúmeras vezes
Te traí e trairei tantas outras
Sou por muitas vezes o soldado que te fere
O discípulo que se ausenta
O pastor que foge do Teu pedido
E as ovelhas não apascenta
Mesmo assim me escolhestes
Então Contigo vou, mas deixo o pedido
Que meu coração pela Tua graça
Esteja disponível ao Teu querer
Por onde vou, vou mesmo sem saber
Preciso sempre da Tua misericórdia
Da Tua paciência e mão aberta
Do Teu amor para habitar minha terra deserta
Por onde vou, vou Contigo e Tu comigo Senhor
Preciso do abrigo seguro do Teu coração
Preciso estender de volta a minha mão
Preciso que me faça digno  de sentar-me
À mesa Contigo.

domingo, 1 de setembro de 2013

Há Luz para quem se encontra nas trevas
Há Luz para quem se sente oprimido
Há Luz para quem do rebanho está perdido
Há Luz para quem busca, não se dá por vencido
Há esperança, há salvação
Para o que se arrepende e é sincero o coração
Há paz para quem em Deus põe a confiança
Há luta, há guerra
Há ódio mas Deus se faz amor
Há pecador, há sofredor
Há santidade, há misericórdia
Vinda da parte do Senhor
O que não há, há de vir
Há para quem crê que não há
O que existe há de partir
No mundo há trevas
No mundo há Luz
Cristo é a Luz do Mundo
Cristo é para quem crê que não há.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Elo

Ponto de encontro
Entre minha impureza
E a pureza de Cristo
Elo entre o flagelo e a antes bela
E agora desfigurada face
Já não O conheciam
Não tinha feição humana
Mas tu sendo Mãe
Reconhecia o que nunca
de ti foi tirado
Reconhecia o sagrado
O Imaculado
Totalmente livre do pecado
O coração sempre santo
Como o teu a Deus consagrado
Na lança que transpassava o lado
Enxergavas a redenção
Vias além da dor a salvação
Vias na morte a obtenção da vida
Vias além do peso da Cruz, do flagelo
Vias porque sóis entre a terra e o céu elo.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Ausência

Peço licença Senhor
Preciso ausentar-me
É isso mesmo, estou indo, partindo...
Preciso ausentar-me
A ausência será de mim mesmo
Das minhas verdades
Do meu achismo
Do meu egoísmo
Para que meu viver não seja abismo
O meu sustento ao outro precipício
Vou e não pretendo voltar
Não sei quanto tempo levará
Por onde ou pelo quê terei que passar
Sei que preciso me livrar
Preciso me desfazer, ou melhor,
Deixar-me por Ti ser desfeito
Não desejo ser perfeito
De fato nunca o serei
Mas posso com Teu auxílio
Esforçar-me, santificar-me
No caminho irei de mim perdendo
De Ti recebendo, aprendendo
A ausentar-me do meu eu
Preciso para estar na Tua presença
Retirar-me, preciso da minha ausência.

sábado, 24 de agosto de 2013

Litoral

É mais que Rio, é um Mar de graças
Águas que do Teu coração deságuam
Lava a terra com Teu amor
De braços abertos vem a nós o Redentor
É Deus,é Senhor,é Cristo,é o Amor!
Francisco chegou, trouxe de Deus a presença
É a nova primavera, a Mãe Igreja que floresce
Em meio às dores intacta permanece
É a fé que une, forma laço
Que une a terra em um gigantesco abraço
É a juventude em jornada
É o mundo a uma só voz
É o Amor que faz do diferente igual
Que banha o mundo, que banha o litoral.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Parusia

Esperamos na alegria a Tua Parusia
Esperamos a vinda D'Aquele que nunca partiu
Esperamos o mesmo Cristo que na Cruz nos redimiu
Do céu, de toda a vida é Teu o senhoril
A cada nova era , se renova a vida e a forma pela qual
Tu se faz presente em nosso meio
Esperamos,anseiamos que os que não Te conhnecem possam conhecer
E assim em santidade crescer
Até que todos a Ti sejam apresentados
Vamos respondendo nesta era ao Teu chamado
Dando nossa contribuição para que Teu nome seja glorificado
Vamos aos poucos discernindo, abrindo mão e assumindo
A missão a nós confiada
Nos esforçando para refletir na nossa limitada
A Tua face sagrada
Caminhamos,caímos,sofremos as penas do pecado
Fomos deformados, retirados do primeiro amor
Rompeu-se o laço sagrado e hoje enfraquecidos
Necessitamos dia após dia vencer a nós mesmos
Para permanecer Contigo Senhor
Muitos sofrem por não enxergarem a Tua presença
Por fazer de um Deus próximo ausência
Nós que te conhecemos, seguimos em meio a dor na alegria
Esperamos a Tua segunda vinda, a Tua Parusia.

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Ao Teu encontro

Lá vou eu mais uma vez...
Saindo do meu finito rumo ao Teu eterno
Com saudades me dirijo ao Teu encontro
Na certeza que és para mim socorro
Deus de bondade eterna
Amor do qual muitas vezes corro
Me conheces mais que eu mesmo
Incessante é Teu amor
És da minha vida Senhor
Na terra infértil do meu coração
Semeias e frutifica
Faz de cada experiência uma nova emoção
Quero ser guiado pela moção
Do Teu Espírito Santo
A Ti acorrentar-me para todo o sempre
Se minha vida ruma ao precipício
Tu és o imenso mar que me acolherá
Se meu agir não corresponde ao Teu querer
Peço-Te que venha me desfazer,
Refazer-me,restaurar...
De volta trazer a imagem por Ti criada
Fazer da minha vida uma oferta agradável
A minha figura, transfigura , faz consagrada
Quero ir não só hoje mas tantas outras vezes
Ao Teu encontro.

domingo, 11 de agosto de 2013

Deus Pai nosso

Deus Pai,
Do céu e da terra criador
Deus Pai,
Na terra feito amor
Deus,
Pai do Redentor
Deus,
Pai que a vida soprou
Deus Pai,
Trindade do amor
Deus Pai de José 
José filho de Davi
Deus Pai de Jesus,
Jesus Filho do Pai
José pai de Jesus
Deus , Espírito Santo
Deus mais belo canto
Deus nosso,
Deus Pai nosso.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

De mim, Deus não se cansa!

De Deus não me canso
N'Ele descanso
Em Deus não canso
N'Ele alcanço
De Deus não me canso
Porque preciso aprender a ser manso
E fazer humilde meu coração
Por Deus não me canso
Para que outros possam descansar
Diante de Deus me lanço
Para deixar-me por Ele restaurar
Diante de Deus me prostro
Pedindo que me ensine:
O que fazer para a vida eterna ganhar?
De Deus não me canso
Porque também me alcança
Transpassa a lança
De Deus não me canso
Porque de mim, Deus não se cansa!

domingo, 4 de agosto de 2013

Visita

Hoje vim até Tua casa , visitar Teu coração
Sei que não preciso pedir licença
A casa é minha e posso entrar
Vim dar-te um abraço, um beijo e sentir do Teu calor
Vim despojar-me de mim e apresentar-me a Ti
Senhor
Não desejo que a visita seja breve, ao contrário quero
por aqui mesmo ficar
Não me bastam alguns dias, alguns instantes
Preciso ser contante, partilhar da minha vida , ouvir Teus
conselhos
Deixar que Tua sabedoria seja a minha Luz e Teu reflexo
meu espelho
Diante de Ti o peso da Cruz se alivia ,
há choro mas não há desespero
Tua presença para mim é sustento!
Muitas vezes quis morar sozinho...
Ter meu próprio lar e o Teu deixei aqui vazio
Fui inconsequente, fiquei com o coração doente
Hoje novamente vim aqui  à tua porta bater
Vim pedir Teu abrigo e proteção ,buscar em Ti um pouco de sossego
Sei aqui tenho tranquilidade,me faço livre de qualquer vaidade
Sou mais eu e menos falsidade
Pareço-me mais Contigo e me encontro comigo
Sou Teu e tu és meu amigo
Permita-me ficar?
Não vim simplesmente fazer uma visita...

domingo, 21 de julho de 2013

Sentido

Para onde caminharia , qual seria o caminho?
Para onde iria se no contrário ao Teu?
Aonde minha vida encontraria sentido?
Antes de formular respostas,
Antes de achar-me perdido
Ao que é falso submetido
Teu amor já me seduziu
Tua voz já me alcançou e a Tua mão a minha segurou
Não permitindo que eu buscasse outro caminho
Senão o Teu , outro sentido senão em Ti
Teu amor preencheu meu vazio
Quando ouvi , meu coração ao Teu se uniu
Entrego-Te então toda a minha vida
Para que Tua vontade seja cumprida
Mantendo a certeza dos Teus bons planos
Do Teu Divino que supera o meu humano
Só Tu és motivo, da minha vida o sentido !

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Reencontro

Vivo aqui na certeza de reencontrar-Te
Na espera da nossa saudosa e terna conversa
Bater um papo , cantar uma música
Relaxar um pouco, passear em um jardim
Contemplar a natureza e toda a beleza da Criação
Vivo aspirando a salvação
Por Ti renunciando ,esquivando-me da perdição
Caminhando com Tuas forças e em Tua direção
Se vou só eu , me perco e o que chamo de alegria
Não passa de uma mera e falsa emoção
Vivo aqui perdendo ,aprendendo novamente
A como amar com o mesmo amor que Tu amas
Sendo incompreendido ,fazendo o exercício
De a cada dia abrir mão do meu querer
Para que o Teu sonho inicial se faça realidade
Abrindo mão da vaidade , da infidelidade
Vencendo ao Teu lado o Calvário
Abraçando a Cruz nesta estrada de amor e sofrimento
Mas a  alegria maior é a certeza de um dia novamente
estar face a face Contigo
A alma que se perdeu , redimida foi , com Cristo venceu
E agora retorna ao lar que sempre foi seu
Reencontrou o seu Senhor . O eterno se concretizou.
O doce encontro, o Reencontro!


terça-feira, 16 de julho de 2013

O Juizado

Sentado no banco o réu
A rascunhar no papel o Juiz
Muita acusação , pouca defesa
Muito protocolo pouca humanidade
Sede de justiça e falta de caridade
Pouco importa o que de bom se fez
Errou, tem que pagar, é injusto!
Condena,esmaga,tira o direito de resposta
Falou demais, fez de menos
Dissipou entre os outros o veneno
Justo o Juiz,tudo ouviu, nada fez
Não condenou , não injustiçou
Bateu o martelo, adiou a seção ...
Propôs então uma reflexão:
Ao acusador se faça réu ,
ao acusado Juiz,
e aos presentes rascunhem o papel...
Depois respondam: quem está certo ,
quem está errado?
Quem é Juiz , quem é réu ,quem é acusado?
Qual é o sentido de todo este juízo pré-formado
e para quê existe o juizado?

sábado, 13 de julho de 2013

Prisão

Insisto, persisto e acabo por voltar
Ao cárcere que tinha dito ter sido liberto
Ao mundo deserto, à dor de não ter-Te por perto
Meu coração falsamente se declara aberto
Superficial é meu querer
Digo que quero mas contrário é meu fazer
Diante da minha fraqueza conto com Tua misericórdia
Para que novamente em mim habite a concórdia
A paz retorne e o espaço que é Teu seja tomado de volta
Ao vazio que diz preencher, renuncio!
Me deixo por Ti preencher, transbordar
Que Tuas forças possam minha resistência vencer
E que Tua graça me ensine a  permanecer!
Se for para ser preso, se for para retomar à prisão
Que seja ela o Teu coração 
Se for para ser prisioneiro, que as correntes me unam a Ti
Se for para ter liberdade, que ela venha pela Verdade
Que eu seja de fato liberto, do vazio do pecado
Da embaçada visão, da falsa comunhão
E pela Tua graça, minha alma não mais torne a voltar à prisão.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Cristo vive em mim

Procuro achar onde meu passo de Ti se desencontrou
O que fiz ou que deixei de fazer pelo Teu amor
Ainda sinto a brisa do vento que Tua palavra levou
No meu coração de pedra nada semeou
Sou eu quem hoje me disponho
E amanhã contra Ti me ponho
Fariseu , mestre da lei que pra me agradar fiz
Autor e da sentença juiz
Falso doutor.
Criatura  brincando de ser Criador
Devolvo-te hoje o senhoril
Para que não seja mais eu dono e juiz
Para que Tu possas viver e gerar vida
Faz a minha a Ti querida
Não quero ser mais fariseu
Não quero ser mais juiz
Não quero ser mais doutor
Quero que não seja mais eu
Quero e somente ser guiado pelo meu Senhor
Quero renovar e com a Tua graça sustentar meu sim
Pois não vivo eu, Cristo vive em mim.

domingo, 16 de junho de 2013

Recebe

Recebe minha alma cansada
Que ainda nem começou a lutar
Recebe meu passo tardo
Que antes de caminhar se cansou
Recebe minha oferta
Sincera e de coração
Recebe a confiança que me falta
Recebe toda a falta
O coração hoje confia
E amanhã desconfia
Recebe a fé ,que é pouca
Recebe a voz que te anuncia
Recebe minha vida
Curta, de pecado comprida
Recebe meu ser
Recebe o desnecessário
Para que eu possa me desfazer
O peso que meu coração carrega
Recebe a alma de Ti necessitada
Que tudo confia e entrega!

sábado, 8 de junho de 2013

Cruz

Sinal do Teu sacrifício
Sinal do meu compromisso
Certeza do Teu amor
Sinal da minha aliança
Contigo Senhor
Ausentar-me da Cruz
É ausentar-me de mim
É perder a identidade
Usufruir de uma falsa liberdade
É faz-me de livre
Quando na verdade estou preso
Às minhas vontades, ao meu querer
Não quero sofrer , não quero me esvaziar
Tenho medo de perder e quero sempre ganhar
Cheio de mim , vazio de Ti
Persistindo no erro de sozinho caminhar
Perdendo de vista o meu sim
Sabes e também sei que não quero
Não fui feito pra ser assim
Preciso da Tua força Jesus
Para que eu também trilhe
O caminho que me leva à Cruz.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Os Sete Dons

Vento cantante, doce chama
Brasa que abrasa, abraça e faz carinho à alma
Pacifica,explica traz  Consigo a Sabedoria
Espírito de Deus , Espírito da alegria
Paráclito,Defensor,Espírito da verdade
Fortaleza, certeza , reflexo da beleza
Do Divino, Humilde , Eterno
Inteligência nas dificuldades, libertador das vaidades
Das falsas vontades, Conselho certo
No momento deserto , se desdobra em Piedade
Tem piedade , compaixão , guia a Deus o coração
Ciência que liberta das falsas verdades
Temor que afasta da mascarada liberdade
Três em um,trindade...
Doador dos dons, dos Sete Dons.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Abismo

Vontade que faz de escada a pessoa tida como amada
Obsoleto,confuso,distante,falso horizonte!
Estende-me hoje a mão e me tira deste abismo
Toma meu passo , meu cansaço
Faz-me livre por inteiro
Neste novo caminho , faz do meu o Teu caminho
Faz  do Teu o meu querer
Dai-me um coração livre , despojado,toma meu ser
Dai-me pensamento e atitude de consagrado
Dai-me também Tua graça para ir além, não desistir
Que a cada dia ao Teu lado eu possa persistir
Hoje estou aqui, digo meu sim
Amanhã quero estar e dizer novamente
Com Tuas águas germinar esta semente
Hoje abraço minha cruz e a vida que para mim Escolhestes
Deixo de lado o meu egoísmo, meu achismo
Para que nunca mais, com Teu auxílio,eu volte àquele abismo.

terça-feira, 30 de abril de 2013

Rasgou-se o Véu

Rasgou-se o véu
Em trevas se encontra o céu
A Mãe grita a morte de seu Filho e Senhor
Morreu o Salvador
Os que O amavam choravam em dor
Os que O condenaram arrependeram-se
Por terem feito do justo malfeitor
Tudo está consumado
O Filho retorna ao Pai por quem antes foi enviado
O Rei trocou o trono pela cruz
A realeza pela pobreza
O ser servido pelo serviço
No alto do madeiro morreu o Filho de Deus,
o Messias, o Ungido
O Nazero, manso , humilde e sereno
O puro e humilde de coração retorna ao céu
Rasgou-se o véu!


Alicerce

Não fale , não pare, não cesse
Faz de Mim teu alicerce
Escuta, dirige-me a tua prece
Não cale, não pare,não cesse
Grite ao mundo a resposta
Não pare,não cale , não adormece
Continua Comigo, permanece!
Não cesse , não pare , não cale
É preciso que por ti meu Pai fale
Fale , não cale , não fale por si
Diga em Meu nome....
É preciso que minha face o mundo conheça
Não chore, não corre, não estremeça
Estou contigo, nada temas ante o perigo
Confia em Mim : Sou força , proteção
Refúgio e seguro abrigo
Sou Amigo , sou Aquele que de ti não se esquece
Fale ,não pare, não cale, não cesse ...
Faz de Mim teu alicerce!



Os dois caminhos

Já perdi as contas de quantas vezes escolhi ir pelo caminho mais fácil e me perdi
Perdido, tive que desfazer todo o caminho feito com passos errados
Hoje volto aqui , de coração contrito e pronto para escolher novamente
Dessa vez quero fazer diferente, pedirei antes Tua opinião
Ouvirei antes a voz que emana do Teu coração
Seguirei guiado por Tua mão , a correta direção
Não voltarei e irei bem mais seguro
Não vou pelo caminho que julgo ser certo e que se finda no deserto
Seguirei as pegadas por Ti deixadas e direi adeus às escolhas passadas,erradas
Mudarei o rumo da estrada , não serão mais dois caminhos , será um só
Desta vez reto, concreto e rumo ao Teu querer,distante do árido deserto
Desta vez vou certo que mesmo que demore não vou me perder
Vou aonde vai o Teu querer,não escolherei mais eu , não serei mais eu
Darei espaço, darei ao meu caminhar um novo,mais santo e correto passo
Não terei dúvida, não terei desespero, vou com quem sabe a direção
Por inteiro entrego com grande confiança a Ti o meu coração
Direi adeus à velha dúvida , ao velho caminho...
Para Deus caminho , agora em um só caminho!

Minha vida em Tuas mãos

Entreguei-Te a chave
A cela se abriu , fiquei livre da prisão
Conduzido fui então,comecei a caminhar...
Ao me deparar com a luz vinda de um lindo lugar
Pude então abrir os olhos e enxergar
Um mundo muito melhor que aquele que construí
Minha imagem original e semelhante à Tua reconstrui
Agora te conheço, não estou mais escondido
Sei que és a luz que me guiará,
O grito de socorro do coração antes oprimido
Agora me decidi e já não posso mais voltar
Vou seguir, mesmo em meio as dores continuar
A Teu lado lutar,trazer muitos comigo àquele belo lugar
Darei-te a minha vida para resgatar daquele cárcere as
que se encontram perdidas
Vou Contigo atrás das ovelhas do Teu rebanho
Vais na frente e em seguida te acompanho
Hoje sei e sinto que a Ti sou querido , te faço um último pedido
Não me deixes jamais voltar àquela velha e tenebrosa prisão
Deixo hoje e para todo sempre , minha vida em Tuas mãos.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Nada sou, nada fiz

Nada sou, nada fiz
Deixei ser desfeito o Eu que fiz
Calei o coração que por si só diz
Passe de mestre para aprendiz
Escolhi  por Te seguir
Não vou mais aonde quero
Vou aonde Queres e precisas de mim
Quero agora vencido, ser teu servo
Teu ungido, cumprir o Teu querer
Ser reconstruído, refeito por Tuas mãos
Fazer-me discreto, Teu jardim secreto
Quero trabalhar para que possam Te conhecer
As glórias para Ti deixar,o trabalhador desconhecer
E ao fim de cada trabalho ter vivo em minha memória...
O início que também se fez fim dessa história:
Nada sou, nada fiz.




domingo, 24 de fevereiro de 2013

Discernimento

Dai-me com o chegar da tarde o discernimento do que pela manhã foi vivido
Para que se disperse o que antes era obscuro
E assim Tua luz possa iluminar meu escuro
Para que ao findar do dia e com o chegar da noite
Eu possa sentir , refletir , tudo o que durante o dia fiz
Para que seja claro o  cuidar de Tua mão
O Teu olhar com o meu a se cruzar
Te peço que coloque pausas no meu descompasso
Ordem na minha desordem e que traga paz à minha vida agitada
Caminhe,permaneça comigo
Me ensine a fazer o mesmo Contigo
Seja meu fiel e melhor amigo
Ajude-me também a retribuir sua amizade
Só te peço , não é Senhor?
Continuarei a pedir ....Desculpe a insistência!
Preciso da Tua e não da minha ciência
Me ensina a calar para escutar
Me ajude a discernir, a amar
Com o mesmo amor que Ti aflora
Não deixes também que eu vá embora
Me mantenha de coração aberto, por perto
Querendo o Teu querer
Sei que minha prece a Ti não é tornamento
Que me conheces e sabes que só procuro o discernimento.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Partiu...

Toda a dor que agora me assola
Se finda na esperança do eterno que me consola
No vazio da saudade, fica a certeza da eternidade

Não teremos mais por perto , isso é certo
O Céu verdade se tornou
O coração não está deserto , se encontra imerso
Pela água viva que do coração de Jesus brotou

Fica então a  nossa prece por aqueles que  perecem
Nosso pedido para que de Deus desça o perdão
E assim todos os que daqui partem alcancem a salvação

Diante dos olhos não mais está , não é mais físico, "sumiu"...
Além do sentimento, mais perto de Ti, no Céu foi morar
Foi do Mestre as saudades matar, conversar...
Deus então sorriu , chamou.A alma retribuiu , partiu!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Jesus reflexo de Maria

Flui em mim o amor de quem primeiro amou
Um certo alguém , para muitos um "Zé Ninguém"
Para mim o amado Jesus
Que na cruz nos devolveu-me a luz
Que no calvário derrubou todas as teses derrubou
Sem dizer um só palavra, os mestres da lei calou
Aquele que na oração não cessou
Flui também o amor de Maria
A mais bela mulher,para muitos uma qualquer
Para mim uma eterna peregrina em romaria
Jesus reflexo de Maria
Maria , a plena de alegria
Maria , a mãe da fé
Maria de José , a bem aventurada de Nazaré
Maria que quer o que Deus quer
Jesus , luz ,da Virgem nascido
Jesus ,sem manchas concebido
Jesus ,obediência e  fonte de alegria
Jesus , reflexo de Maria.