sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Teresa de Jesus (16.10.14)

A Teresa não faltou 
a coragem pra mudar o mundo,
Para esquentar o que era morno, 
frio ou mesmo sem vida. 

Do coração apaixonado por 
Jesus, nascia o ardente 
desejo de ser como o seu 
Amado, de conquistar a
amizade do Sumo Bem. 

Nascia Teresa, para iluminar a 
cidade de Ávila, para transformar
a Espanha, o mundo, 
e abrasar todos à sua volta.

Eis a corajosa criança, que do 
eterno sempre fazia lembrança, 
Eis a corajosa jovem,  
que fez do sofrimento via de amor,
Eis a corajosa mulher, 
que o carmelo e o mundo 
reformou. 

Eis, Teresa! 
Teresa só de Jesus, 
Eis a beleza da poesia,
da maestria e sabedoria,
do céu por ela revelada. 

Eis a santa, consagrada,
cheia de ardor no coração, 
mestra da oração.
Eis a madre, eis Teresa,
eis a grande amiga: Teresa de Jesus.
Eis o grande amigo: Jesus de Teresa.

terça-feira, 14 de outubro de 2014

O Manto (06.10.14)

Inflamou-me o toque de amor
ao teu manto
Senti a força que saiu de ti, 
Senti tudo se fazendo novo em mim.

Fui aonde sabia que encontraria a 
cura pra mim,
Fostes no mais íntimo de mim,
encontrastes e restaurastes tudo
o que havia ali.

Fui ao teu encontro, 
certa de que de que 
eras capaz de me curar, 
bastava tocar a orla do teu manto.

Ao tocar-te tive de volta a vida, 
Senti uma nova esperança, envolta
do desejo de viver e amar... 

Fui até aquele santo lugar 
e em meio à multidão pude te 
encontrar, te tocar...
Não esqueço do que me 
disseste: "Vai! A tua fé te salvou!"

Fui, como foi me dito.
Mas, ali presa fiquei. 
Guardei o peso de tuas 
palavras e o teu inexplicável
amor, Senti-me restaurada, 
ao tocar o teu manto.