quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Cais (27.01.16)

Meu lugar, aos teus pés,
meus pés na tua estrada,
Teu querer aos poucos
conforma a minha vontade.

Em ondas tranquilas,
com maré baixa avisto,
o novo que é refletido
com o por do sol.

Em oração, agradeço,
suplico, paro, escuto:
eis, o meu porto, o
meu coração.

No cais o meu barco,
dentro dele as minhas
redes, meu cais a tua
vontade, meu porto o
teu coração.

domingo, 17 de janeiro de 2016

O homem interior (17.01.16)

Do meu interior saí os bons
e maus conselhos, as retas
e tortuosas inclinações.

Preocupe-me em manter
limpa a Tua casa e habitação,
o meu interior e secreto.

Sozinho, sou tendencioso
e inclinado ao mal, porém
Tua graça transfigura e
dá nova forma à deformidade.

Que hoje a minha prece
alcance o Teu coração e
que sobre mim seja estendida
a Tua misericórdia.

Revesti, pois, o meu homem
interior, para que configure-se
e seja restaurado à Tua imagem
e semelhança.

Susgestão de Leitura Bíblica: 
Cl 3, 1-10; Mc 7, 1-23.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

A Ternura de Maria (07.01.16)

A ternura de Maria traz
segurança, paz e consolo.
Sob seus cuidados estamos
protegidos, entregues e
podemos descansar.

Encontramos na Mãe de
Deus, o mesmo abrigo
de Jesus, encontramos
o Amor terno.

Ali, rendidos, estamos cheios
da presença do Espírito,
abandonados à ternura do
Deus que ama, por intermédio
da ternura de Maria.

E eu? (13.01.16)

Hoje vejo-Te a questionar-me
e a confrontar a minha liberdade,
perguntando-me se sou mais um
dos que desejam apartar-se da
Tua vontade.

Não sei se tenho a fidelidade,
disponibilidade e vontade que
é necessária para chegar até
o fim e alcançar a consumação.

Mas sei que em mim trago um
ardente desejo de ser Teu seguidor
e permanecer junto a Ti.

Tal desejo, mistura-se aos medos,
às angústias e confusões que
coabitam no meu coração.

Ouvindo a Tua voz a questionar-me,
paro e reflito: vou retirar-me devido
ao peso de Tuas palavras ou ficarei
ao Teu lado?

Sugestão de leitura bíblica: 
Jo 6, 60-67.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Ao coração do Mestre (12.01.16)

Íntimo, compassivo,
paciente e bondoso,
Rei e Senhor, servo
e bom Mestre.

Decidi seguir-Te e
firmar os meus pés
em Tua estrada, sigo
as Tuas pegadas.

Perdi minhas seguranças,
para obter a grande riqueza.
Parece que nada tenho,
mas nada me falta.

Sinto-me protegido,
fortalecido por Tua
graça e tudo é ameno.

Chamas-me a partir,
a anunciar, mas antes
queres preparar-me,
deixando um convite.

Pedes-me para que
eu vele Contigo, para
que assim, me encontre
e seja Teu discípulo.

Escolho pois ficar ao lado,
e no silêncio escrever,
contando minha história
ao coração do Mestre.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Junto ao Pai (06.01.16)

O que era há de vir,
Veio e retornou para
onde estava antes.
Atemporal, sempre
presente.

Sentado à direita de
Deus, elevado acima
de todos homens, a
todos submisso.

Em tudo obediente,
compassivo, servo e
entregue.

Sendo de origem divina,
fez-Se homem, um com
todos, para levar todos
ao Pai.

Sugestão de Leitura Bíblica: 
Jo 6, 60-62.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

À Cruz Contigo (05.01.16)

Uni-me Senhor à Tua Paixão
e do Teu lado aberto, envia o
sangue que me redime.

Óh Amado, quão grandiosas
são minhas dores, mas ainda
assim tão menores que as Tuas.

Ensina-me então a como amar e
sofrer, inebria-me em Teu sangue.
Ama-me em Tua Paixão e dai-me
amor por ela, leva-me à Cruz Contigo.

O Eterno traz o novo (03.01.15)

O Eterno traz o novo, pondo-me diante 
do Cristo crucificado, vivo e ressuscitado 
contemplo a vida que não finda. 

Ao Seu lado delícia eterna, felicidade 
sem limites. Alegria sem fim! 
Aqui, contemplo o Esplendor da 
Glória, do Deus Eterno e todo poderoso, 
a revelar-me Seus grandes prodígios. 

Que alegria é adentrar o santuário 
do Senhor e ali poder adorá-lo, 
que alegria poder encontrá-lo, 
conversar com Ele e receber 
consolação. 

Sim, Cristo com um novo ardor 
inflamou a terra, os reis adoram 
o Rei menino, chegaram e prostraram-se 
ante Sua realeza. 

Este menino, causa de  contradição, 
é o Rei dos quatro cantos da terra, 
o Eterno que traz o novo, o Redentor 
e Restaurador de todos os homens. 
Cristo, com um novo ardor abrasou 
nossos corações, inflamou a terra.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Rei em toda a terra (01.01.16)

Ao Rei meu canto e gratidão,
por devolver-me à vida e das
trevas conduzir-me à Sua
majestosa Luz.

A minha oração seja tal qual
o incenso e toque os céus,
o meu louvor tão afiado que
alcance e alegre o Rei.

Não morrerei, pois preciso
proclamar as maravilhas do
Senhor, cantar seus prodígios
em toda terra.

És Rei misericordioso, digno
de todo louvor e honra, Rei em
toda a terra!