quarta-feira, 27 de abril de 2016

Paixão e Mistérios (27.04.16)

Como me faz bem
direcionar o meu
olhar para o alto e
pensar em Tua Paixão.

Como me inquieta
fazer-me cativo e
entrar no cárcere de
Tua realeza.

Sinto minha alma
unida por elos de
uma bela corrente à
Tua Paixão e tudo isto
são para mim mistérios.

Sim, fico aqui preso,
a pensar em Tua Paixão
e nos Teus mistérios que
afagam minha alma.

Emanuel (27.04.16)

Tua presença veio trazer-nos
a Esperança e renovar a fé
para que retornássemos ao
Pai.

Em uma noite de procura,
angústia e dor, sofreste
o teu primeiro horto ainda
no ventre de Maria.

Não encontraste abrigo
nas portas daqueles que
estavam com as portas
dos corações fechadas.

Nasceste pequenino,
frágil, e um estábulo,
para lembrar-nos que
mesmo na dor do horto,
Deus é conosco!

terça-feira, 19 de abril de 2016

Ser mar com Deus (19.04.16)

Ora calmas, ora revoltas
são as ondas que inundam
meu interior.

São sim de amor e bondade,
mas nem sempre brandas,
mansas.

Fortes ventos me agitam e
me levam a crer que sem
Jesus não posso acalmar
as minhas tempestades.

Manso e humilde, de coração
misericordioso e todo entregue
ao Pai, docilmente Ele me
ensina que Deus é o mar.

O mar ao qual submeto
minha ondas, minha vontade!
E ao assim fazer, meu desejo
deve ser um só: fazer-me mar
com Deus.

Nova terra (20.01.16)

Nova terra tens para mim,
mas minha morada eterna
é o Teu coração.

 Deixo aos Teus cuidados
aquilo que não posso cuidar,
sigo-Te, vou aonde mandas.

A Ti a minha história,
tudo o que construí e
aquilo que precisa ser desfeito.

 A Ti os meus laços,
o meu afeto e o meu medo,
em Ti a minha segurança e
fortaleza.

Minha terra é Tua vontade,
que hoje move-me a ir além,
a deixar minha terra em busca
de uma nova terra.

terça-feira, 12 de abril de 2016

Refúgio dos náufragos (12.04.16)

Em Ti Jesus ponho a minha confiança
para que o meu ânimo não seja abatido,
faço de Ti a minha segurança, o meu forte,
o meu Amigo.

Em Ti Jesus busco consolo
para os tormentos de minha alma,
em Ti encontro forças e a
tempestade se acalma.

Alma esposa, amado e dulcíssimo
Jesus, que diante do sofrimento
permanece fiel.

Em ti amada Mãe, Virgem Maria,
busco fortaleza e uma fé viva.
Tu que és refúgio dos náufragos,
roga por nós para que tenhamos
novo ânimo, novo ardor e uma
fidelidade provada no amor
e sofrimento. Amém.

sábado, 9 de abril de 2016

Filiação (09.04.16)

Envolvei-me ó Deus em
Vosso abraço paternal,
fazei-me descansar de
minhas misérias e acolher
no meu íntimo a Vossa
misericórdia.

Vossa ternura aquece
e fazer arder o meu
coração.

Sou envolto de grande
paz, alegria e mansidão.
Paz bendita, anúncio
primeiro da ressurreição.

Sou como um passarinho,
que procura abrigo em
Teu sagrado coração.

Sou um peregrino a
desbravar estradas que
me conduzem a um
repouso na misericórdia
e filiação divina.